quinta-feira, 14 de janeiro de 2010

Bom dia, Deus.



Férias foram sempre um furacão em minha vida. Sobra de tempo nunca foi minha aliada passível. O armário tá uma bagunça, o e-mail lotado, aniversariantes sendo esquecidos e eu como vestibulandos em dia de prova ando mesmo é querendo respostas.
Vai Deus, dá uma forcinha ai. Adianta sei lá... uns 5 anos pra não dar muito trabalho.

Ok, tô pedindo demais. Quer saber? Esquece. Deixa a vida seguir seu rumo natural, vou me virar. Faz que nem quando a gente solta uma criança e se delicia no seu jeitinho desengonçado de andar.
É a arte do quase lá.
A delícia do inacabado.
O mistério que enquanto mistério parece até mais interessante que a própria coisa em si.

OBS: Descobri uma utilidade da geometria na minha vida: um grau a mais muda completamente a direção de uma reta. 
Quero fazer tudo certinho. Quero fazer tudo certinho.

3 comentários:

thalita disse...

Quero fazer tudo certinho, senhor. Quero fazer tudo certinho. [2]
eu te amo, e te quero comigo.
beijo prima. thalita aqui ;*

Mariana Machado :) disse...

"Faz que nem quando a gente solta uma criança e se delicia no seu jeito desengonçado de andar. É a arte do quase lá. A delícia do inacabado. "
Me tocou profundamente e voce sabe porque haha
nossos blogs bombarão juntos haha
voce ja é especial :)

Caroline Martins disse...

AH,eu amei ! me vi no seu texto.Como sempre,uma ótima escritora Rá :)